segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Minha Jéssica, minha menina.




Amanhã dia 31, o maior amor da minha vida completará 21 anos.
Não é ser piegas dizer o quanto me orgulho desta menina, pelo seu caráter, por sua postura e pela força de vontade que ela tem em correr atrás dos seus objetivos.
Talvez porque como mãe sempre deixei a desejar, pois a tive muito jovem, desde cedo ela entendeu que deveria caminhar com suas próprias pernas.
Amo minha filha, não apenas como mãe, mas pela pessoa que ela é.
Admiro-a, sou sua fã!
Temos sim nossas diferenças, porque somos iguais no gênio forte, então às vezes saem faíscas desta relação, mas a gente sabe que podemos sempre contar uma com a outra.
Sempre.

Jéssica é bem diferente de mim, aliás, ela é tudo o que eu sempre quis ser e até hoje não consegui.
Nossos papéis se alternam muitas vezes, ela acaba dando conselhos à mim como se fosse a minha mãe. No fundo ela sabe que eu preciso dela justamente porque me sacode e me faz voltar do espaço.

Jéssica é do tipo que dificilmente deixa a peteca cair, se o ambiente não está muito legal ela chega e o transforma.
Muito amiga de todos, desde pequenina era líder da turma e ai de quem não fizesse o que ela queria, era briga na certa.
Lembro que até no corte de cabelo da vó ela se metia, claro que a vó fazia o que ela queria.
Ciumenta como eu, quer estar no centro, porque sabe que veio ao mundo pra brilhar e ser essencial na vida de todos que a conhecem.

Jéssica é um doce de tão linda, tão perfeita, encanta as pessoas com seu sorriso fácil e seu jeito atencioso em lidar com todos.
Energia positiva sempre.

Fico feliz em pensar que pude dar esta neta aos meus pais, que a amavam incondicionalmente.
Sempre nos orgulhamos dela, pois sempre foi responsável.
Lembro que eu nem precisava ver seus cadernos porque ela sempre fazia suas tarefas, isso muitas vezes fazia com que  pensasse que era falta de atenção, mas era justamente o contrário... era confiança.
Minha filha era uma criança que cumpria suas obrigações sem nos preocupar.

Que bom se todas as mães pudessem ter filhos como eu a tive.

Minha única filha, razão do meu viver.

Quando penso que tá tudo uma porcaria, que nada mais importa, lembro que não, tenho minha filha e o que mais quero é vê-la cada vez mais feliz.
Quero vê-la chegar ao topo.
Penso que se hoje não a tivesse talvez estaria numa situação bem pior.
Também penso que posso não ser muita coisa, mas só o fato de ser mãe dela já enche meu peito de satisfação e alegria.

Sempre digo pras pessoas que GRAÇAS À DEUS ela é bem diferente de mim.
Porque até hoje eu não amadureci muito, já ela parece que nasceu com 10 anos... no colégio me diziam que enquanto as crianças estavam tentando compreender a matéria, ela já tinha entendido, absorvido, resolvido e estava pronta pra bater papo... porque sempre falou mais que todos... hahahahaha... quando eu ia às reuniões era só esta a reclamação, falava muito, sem parar.
Sorte que nasceu inteligente.

Creio que a Jéssica aprendeu nas minhas falhas o que não deveria ser feito, enquanto alguns acreditam que maus exemplos geram más pessoas, com ela não.
Ela quer ser feliz e curtir a vida.

Sabe que é linda, sabe que tem grande valor e ninguém nunca conseguirá derrubá-la, porque ela é sempre mais.

Ainda é só uma menina, a minha menina... (nossa porque tenho que dividi-la com meu genro)

Eu amo minha filha, não sei nem se ela consegue sentir o quanto a amo e a admiro.

Se eu pudesse pedir à Deus um presente pediria apenas uma coisinha: saúde... pra ela continuar subindo os degraus da vida sem sofrimento.

Como é bom ser sua mãe minha filha...

Feliz Aniversário! Você é a filha que toda mãe sonha em ter.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Lenine estava falando comigo?

Uma viagem para reflexão



Não vou mentir, se eu pudesse não retornava mais à cidade que moro.
Agora que estou tão distante, no Espírito Santo, percebo o quanto tal cidade me faz mal por me lembrar das pessoas e dos fatos que só machucam.
Sei que quem procura acha.
Eu procurei algo que tinha, mas acabei descobrindo que os "por quês" de tudo tinham simplesmente nome e sobrenome.
Porque quando a gente pensa que está cometendo um delito grave muitas  vezes é surpreendido por uma realidade que estava tão bem escondida que nunca poderíamos supor.
Não digo que a minha consciência está tranqüila, isso não está. Porém, a cada dia que passa percebo que determinadas situações aconteciam justamente porque a vida que eu tinha era construída numa grande mentira.
A minha sinceridade levou-me a dizer palavras que meu coração não sentia, com isso eu descobri que havia muita coisa podre e por isso as coisas tiveram este rumo tão inesperado.

Não existe para mim um amor que se acaba e é substituído em menos de 10 dias.
O nome disso é "assumir uma situação que há tempos estava escondida".
Certamente muito bem nutrida por tantos anos.
Parece que até com frutos.

Pensamos que conhecemos as pessoas e descobrimos que não sabemos absolutamente nada.
Graças à Deus, posso ser errada, mas não sou falsa e nem uso uma religião para esconder minhas safadezas porque não dependo da minha família pra viver.
Não faço tipo.

Por isso tudo, porque sempre quis ir embora, tenho certeza que em breve chegará meu momento de partir.

Não consigo conviver com a hipocrisia tanto tempo.
Sei muito bem o que as pessoas pensam e noto o quanto algumas outras preferem fazer-se de vítima quando na realidade são os grandes vilões.

O que eu reflito aqui é que preciso conviver comigo mesma e me dar valor, porque ninguém me dará isso.
Posso fazer e ir pra onde eu quiser, tenho minha casa, saúde e desejo de mudança.
Paranaguá sempre foi pequena pra mim. Sempre.
Agora então que caí na armadilha ficou insustentável.

As pessoas cometem erros, arrependem-se e pedem perdão e perdoar é algo divino que só o verdadeiro amor é capaz de fazê-lo.
Quem não perdoa é porque não ama e  nunca amou.

Porque o amor pode até se iludir, mas não acaba. Eu acredito na sua transformação.

Reflito, reflito e quero apenas uma coisa: sumir!


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Se você não me entende não vê...




Que bom poder estar distante da minha realidade para poder me enxergar direito.
Sem culpas e arrependimentos, porque estes dois sentimentos são devastadores e me acompanham por toda parte, mas desta vez nos separamos, deixei-os em casa, na solidão do meu quarto.
Porque aqui o foco sou eu.

O que houve?
Por quê?
Não consigo entender, aliás, o que entendo é que precisava mudar por dentro há anos, desde quando fiquei doente.

Ninguém é capaz de entender como é difícil superar os obstáculos, os percalços.
Há dores que a gente pensa que jamais nos incomodarão, mas infelizmente elas estão ali esperando pra nos dar o bote.
Superar a doença com tanto amor em volta é fácil, mas no fundo eu nunca superei a ausência repentina dos meus pais.
Quando escondemos algo de nós mesmo não é bom, um dia explode.

De repente notei que não havia mais pra onde correr, que a vida tinha perdido a graça.
Aquela sensação de "não sou importante pra ninguém" foi tomando conta do meu interior.
Não eram quaisquer pais.

Minha mãe não era daquelas que ficam mais de 2 dias sem ligar.
Meu pai não era do tipo que você nunca pode contar.
Eles eram o porto seguro da minha vida.
Eram a minha família de verdade.

Fácil me julgarem. Quero ver serem eu.

Errei sim, mas voltei atrás rapidamente, confundi meus sentimentos, meus desejos, minhas angústias.
Uma mulher que ainda era uma menina inconsequente.
Eu disse ERA. Nem eu sabia o quanto.

Não escrevo pra me justificar de nada porque sinceramente, estou cansada de gente hipócrita enfiando o dedo nas minhas costas - porque na cara ninguém tem coragem - estou cansada das pessoas pensarem mais no que os outros vão pensar do que tentarem me entender apenas um pouquinho.
Sou humana, erro.

E na vida é assim: 1000 acertos e nenhum elogio, 1 erro e 1000 condenações.

Tanta coisa aconteceu na minha vida, o turbilhão de emoções que senti jamais entenderei. Jamais...
Sei apenas que não sou uma pessoa falsa, não sou a melhor pessoa do mundo, mas sou sincera, correta.

Sou um ser humano único e autêntico, não consigo ser de outra forma.

Sei que Deus conhece a minha essência e sabe que sou uma pessoa boa, que sempre procurou fazer o bem,  que sempre se preocupou em ajudar aos outros.
Deus sabe o quanto evolui nos últimos anos, seja pelo amor ou pela dor.
Deus sabe que se meu coração não fosse quase puro e ingênuo, muita coisa poderia ser evitada, mas enfim, de repente a vaidade tomou conta do meu ser e tudo mudou.

Mudou e mudou de novo... e está mudando. Sou um ser em mutação.

Só eu sei o que sinto, o que senti.
Também sei exatamente o que eu quero.
Quero ser feliz, muito mais do que sou.

Quero aprender a viver comigo mesma, entender que não, eles nunca mais voltarão e que realmente as pessoas que estão ao meu lado jamais conseguirão preencher a lacuna, o vazio.
Meninas mimadas e muito amadas demoram muito a crescer.
Mesmo assim, nasceria mil vezes filha da Rose e do Ludovico.

Não tenho orgulho dos meus erros, mas tenho orgulho de ser uma pessoa verdadeira.

Pena que as certezas que um dia eu tive serviram apenas pra atrapalhar e afastar as minhas verdades.
O importante é reconhecer as falhas e procurar um caminho melhor, aprender a superar e amadurecer de verdade.

Não adianta nada ser amada se eu mesmo não consigo me amar. O problema sou eu, por isso eu mesma resolverei tudo.




quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

A pior dor do mundo.

A pior dor do mundo não é aquela que a gente sente quando alguém nos magoa.
Muito menos aquela de quando se perde um ente querido.
Ou se perde um amor.
Porque tem tanta coisa na vida previsível, mas existem dores que são profundas.
A pior dor do mundo você não sentirá na sua carne rasgada ou com o sangue escorrendo.
Nem ouvirá um grito melancólico quando ela te acometer.

A pior dor do mundo não vem programada pra chegar.
Simplesmente ela camufla as suas certezas, anula as suas verdades.
E te joga num calabouço escuro e sombrio.
A única forma de fugir da pior dor do mundo é não lembrar dela.
Não olhá-la.
Porque se você a encara a sua angústia pode aumentar.

Porque nada dói mais na vida do que a gente pensar que não apenas machucou, pisou, espezinhou alguém, mas simplesmente matou uma parte daquela pessoa que nunca ninguém conheceu e nem conhecerá.
Pior é também ter cometido um suicídio e continuar vivo.


Uma dor tão profunda mata duas pessoas.
Mata.
Decepção mata.
Ingratidão choca.


E corrói por dentro de arrependimento e culpa o causador de todos os males.
Isso só sente quem tem coração ainda, o suicida sabe que ainda há vida nele, mas é como um parto.

Vai ter que nascer de novo.
Precisará renascer das cinzas como uma fênix.

Ninguém enlouquece sem ter um por quê.

A pior dor do mundo irá acompanhar para sempre quem um dia deixa de ser bom e resolve agir com maldade.
Não se dá conta do engano, por pura vaidade.
Quando o ego se infla as pessoas demonstram sua pior face.
Os teus traumas escondidos podem sair de dentro de você e te surpreender.
Porque ninguém jamais entenderá a dor de ser quem se é.

Não entenderei você e jamais você aí me entenderá.

Porque mesmo que se tente ficar com as boas lembranças, sabemos o quanto a maldade humana choca e destrói.

Difícil entender porque de repente uma pessoa tem atitudes que vão contra tudo o que ela sempre quis durante tanto tempo.

Como aquelas pessoas que pegam os carros e se lançam na contra-mão em avenidas movimentadíssimas. Como aquele rapaz que roubou carros, feriu pessoas e ficou 2 dias escondido na galeria de esgoto.
Era considerado uma boa pessoa, por todos próximos a ele.
Agora todos acham que é apenas uma pessoa que deveria ficar preso, porque é um perigo.

Perigo.
Toda vez que alguém surta as pessoas já as taxam de perigosas.

E tudo o que ela plantou de bom murcha. Seca.

Tudo pode acontecer com qualquer um, sabia?
Tem gente que passa a vida toda fazendo fofoca, falando mal pelas costas, alimentando picuinhas, mentindo, enganando, provocando, sem nem perceber o quanto estão agindo com maldade.

Vigie sempre seus pensamento, recorra à Bíblia para nunca ter que encarar o mundo tendo que driblar diariamente a pior dor de mundo: que é quando a gente magoa alguém.




domingo, 8 de janeiro de 2012

Oração da serenidade e a crise da meia idade.


Deus,
dai-me a serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar,
coragem para mudar as coisas que eu possa,
e sabedoria para que eu saiba a diferença: vivendo um dia a cada vez,
aproveitando um momento de cada vez;
aceitando as dificuldades como um caminho para a paz;
indagando, como fez Jesus,
a este mundo pecador,
não como eu teria feito;


A vida da gente deve ser baseada nesta oração, sempre.
Fica difícil conseguir isso com a crise da meia-idade que transforma nossas mentes por causa dos hormônios, ainda piora quando se toma um remédio que mexe justamente com os tais, hormônios, e isso também deve complicar.

Na meia-idade precisamos buscar freneticamente serenidade e não confundir a coragem, ou pelo menos não usá-la de forma tão absurda.

Confundir coragem com insanidade é realmente complicado.

A sabedoria viria se eu fosse uma pessoa interessada de verdade pelas coisas espirituais, mas como sempre as senti, achei que poderia me deixar levar pelas besteiras que estão ao nosso alcance no mundo.

Para dizer bem a verdade, não tinha pensado que com 39 anos já estava na meia idade, que começa por volta dos 35.
Realmente eu pensava que tinha 20 anos.
Ao menos quando o mundo caiu sobre mim ao invés de me deixar esmagar começo a reagir como uma mola, rumo pra cima... nunca mais pra baixo.

O mais importante da oração pra mim é a SABEDORIA.
Porque sempre foi tudo o que não consegui alcançar, nem por entendimento, não dava valor.
Ser inteligente é uma coisa, ser sábio é outra.

Serena eu sempre estive mesmo; e coragem pra fazer coisas absurdas eu acho que sempre soube que teria, mas claro, a gente não consegue imaginar o quê.
Há coisas que ficam dentro do nosso coração que são difíceis de tirar.
Guardar mágoas, sofrer algumas circunstâncias na vida são avassaladoras.
Muita coisa podemos fingir pra nós mesmos que superamos, mas continuam ali machucando...
Querer voltar no tempo às vezes tem a haver com outras angústias e carências... nada é tão simples de entender.

E se...

O "e se" que mais tinha dentro de mim, era com relação aos meus pais.
Confesso que agora mesmo fico me perguntando " e se" eles estivessem aqui?
Porque parece que depois que eles se foram aquela sensação de "ninguém mais se importa" ficou dentro de mim.
Só quem não tem seus pais pra entender.


Fiquei olhando muito os pontinhos pretos.
Concentrei-me ali, esqueci de enxergar tudo o que tinha.
Minha vida era uma página em branco, com 2 ou 3 pontinhos pretos, os quais eu MEGA valorizei.

Agora neste momento de dor, arrependimento, mágoa e interiorização de sentimentos, percebo o quanto a vida nos dá a cada instante.
Tenho confiança em Deus, sei que estou indo ao caminho certo, que amadureço a cada dia, a cada culto.
Hoje é um dia aguardado, pois terei este encontro ao final do dia.

É muito bom sentir isso, esta renovação de vida em mim.
Sei exatamente que meu calvário poderia ser piorado pelas energias negativas e as más línguas que acreditam poderem emitir opinião a respeito do que não sabem e tripudiam sobre mim.

Só me importa uma coisa: o que Deus sabe de mim neste instante. As coisas todas na vida tem uma razão, uma intenção.
Errar faz parte.

"Não se pode olhar pra trás sem se aprender alguma coisa pro futuro"...já dizia Renato.

Aprendo muito sobre mim, aprendo qual caminho preciso seguir pra organizar o quebra-cabeça da minha pessoa, busco no que sempre acreditei, mas estava relutando em me entregar, busco na palavra de Deus as respostas para tantas indagações.

Tantos anos fingi que meus traumas de infância nunca me marcaram, agora percebo que se desde então, não tivesse apenas buscado os tratamentos com médicos psicoterapeutas e psiquiatras, se desde então eu tivesse ido à Deus, pronto, tudo seria resolvido.
Como está sendo neste momento.

"Deus escreve certo por linhas tortas".

Não há reconstrução sem derrubar nada.
Não aos 39 anos.
Não sendo uma Roseane Mikosz, intensa, verdadeira.
Eu nunca apenas passaria pela vida sem vivê-la, mesmo que dramaticamente.

Agora aprendo a tirar este pé do sofrimento, isso sempre foi tão claro.

Sempre me faltou algo, então fui tentar buscar pra ver, mas descobri que o que me faltava estava dentro de mim, não vinha de fora.
De repente percebi que nem gostava mais mesmo de determinadas lendas, mitos.

É duro quando lhe falta sabedoria e te sobra soberba, vaidade.

Ainda bem que descobri que não sou aquela Roseane que imaginava ser.
Eu havia amadurecido em alguma parte da minha vida, mas me olhava como a maluca de anos atrás.

Agora eu sou uma maluca diferente. Estou aprendendo a viver a vida um dia de cada vez e buscando respostas acima de mim, não abaixo.

Uma coisa boa é que incentivada por amigos, meu lado escritora "de araque" voltou muito renovado, sinto vontade de continuar aqui passando meus textos a quem interessar.
Porque escrever é um dom, que eu tinha deixado de lado.


Senhor, continua concedendo-me sabedoria.

Obrigada pelos seus sinais!

Amém!

Parabéns Dolly, minha mãezinha.


Desde que te conheci assumiu este papel de mãezona em minha vida, mas diferente da minha verdadeira mãe nunca teve dificuldades para entender meus dramas existenciais.
Somos pessoas que se gostam verdadeiramente do jeito que somos, assim, com todos estes defeitos e carências.

Não é fácil conviver com pessoas como nós que se rasgam diante da vida.
Buscamos sempre respostas até aonde não conseguimos encontrá-las.
Nosso lado espiritual é o que nos une.
Talvez tenhamos sido irmãs, mãe e filha, vai saber.

Só sei que temos uma conexão magnífica. Mesmo neste momento que considero o pior de toda minha vida, você me enxerga no fundo do poço e procura a luz ao meu lado. Porque também tem medo de chegar ali.

O importante querida, é que não somos pessoas que passam pela vida sem senti-la, nós a vivemos em toda sua dimensão, com toda as alegrias e tristezas. A gente vai a fundo, a gente procura os sinais.

Nosso ponto em comum: a fé em Deus. É muito forte isso, sempre foi. Temos a certeza que no final do arco-íris haverá um pote cheio de ouro. Porque sabemos que ninguém no mundo veio pra sofrer.

Eu admiro você, sua capacidade de aceitar a vida e buscar seu caminho. Sabe bem quem é, aonde falha, aonde acerta, o que precisa fazer.
Sabe também que, assim como eu, não pode vacilar porque nossa mente tem um lado insano que pode nos derrubar.
Não devemos nos afastar da palavra, devemos lutar contra todas as dificuldades mas precisamos estar próximas à Deus, porque nosso livre-arbítrio é complicado, nosso discernimento nos engana.

Considero-te uma pessoa incomum, que vê a vida com os mesmos olhos que eu vejo. Sabe que tudo é uma questão de querer, quando queremos mesmo conseguimos.
Você é o tipo de pessoa que todos querem estar próximos, que faz o universo girar, que modifica, restaura e que está pronta sempre pra renascer.

Renasça Dolly, renasça, tire de dentro de você as amarras, as dores, os medos, os traumas, as angústias, renasça como eu estou lutando. Sei que embora esta dor pudesse ter sido evitada, serve pra nós duas, para que possamos acreditar e cuidar da nossa fé.

Deus nos chama a ouvir sua palavra e você sabe disso, embora esteja resistindo, sabe que somos seres distintos, artistas, sensíveis e está na hora de entender nossa vida através da vida daquele que nos abençoa todos os dias.

Dia 8, símbolo da eternidade, você é eterna e será... comece agora uma nova vida, faça as coisas diferentes, lute, não desista, seu papel na Terra não é apenas de mais uma florzinha que veio cumprir seu ciclo... você é tão grande quanto o girassol, tão bela quanto as orquídeas do seu jardim e tão importante quanto o sol e a chuva que são necessários pra restauração do dia.

Você sabe quem é, não preciso dizer-lhe.

Eu amo você e se não fosse o seu amor neste momento e o fato de que só diante de t consigo extrair o meu EU mais íntimo, talvez as coisas não estivessem crescendo tão rápido dentro de mim.

Tenha fé, 2012 será um grande ano pra ambas, creio nisso. Iremos juntas pro caminho que Ele nos reserva.

FELICIDADES SEMPRE! DEUS TE ABENÇOE!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Mergulhando em mim...


Em alguns momentos da vida, acredito que com qualquer pessoa, possa ocorrer um surto, um lapso, um desatino.

O nome do meu blog e a auto-descrição que faço resumem tudo.

Tudo de bom, tudo de ruim.
Comigo as coisas sempre são tão intensas, demaiiiiiiisssss... aí esta urgência de você dizer simplesmente tudo o que sente no momento, mesmo que naquele momento não entenda bem o que está rolando.

Vou mergulhar em mim daqui para frente. Cansei de me ver meio superficialmente e adorando os meus defeitos, porque se eu não gostasse deles teria combatidos todos...uma pena que este meu senso e rigor com a verdade não permitem-me a mentira em minha vida por mais de 2 semanas.

Não importa como as pessoas vejam no todo, Deus sabe bem, assim como eu também encontro as respostas junto a Ele.

Uma pessoa magoada, ressentida, cheia de situações dramáticas na vida, que simplesmente tinha um péssimo hábito de ver uma parte do mundo de uma forma distorcida. Porque quando coloca sua vida nos últimos anos na balança, percebe o quanto o lado positivo pesa.

Doença não, eu caí para chegar perto de Deus, porque todos me desculpem, mas nesta encarnação Deus tem sido sempre muito generoso, eu que sempre fui ingrata.
Uma pessoa que tem tudo e continua com os mesmos conflitos internos sem buscar uma explicação superior.

Sou arrogante, sempre achei que tenho simplesmente todas as respostas para todas as questões.
Eu olhava pra mim e me sentia poderosa em relação à minha posição, só que ficava sempre buscando motivos pra reclamar disso ou daquilo.

Eu sempre precisei demais de uma religião em minha vida, porque sabia que era uma pessoa desfocada, mas ignorava, tentava e a preguiça e a falta de incentivo atrapalhavam.
Eu deveria ter batido o pé. Que pena, que pena que não fiz isso desde aquele tempo.

Sabe por quê?
Desde que entrei na igreja Bola de Neve, a frase que tem no painel é:
Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias
;

Não percebi a força desta frase, mas sempre pensava nela, pena que a esqueci. Pena que não a compreendi.
Quando a gente esquece de Deus e decide a vida conforme o que acredita estar sentindo é muito arriscado. Não é bom usar o livre-arbítrio.
Tudo o que aconteceu é bíblico.

Não pensem que estou enlouquecendo, posso dizer que finalmente estou amadurecendo, deixando de ter "20 anos".
Estou fazendo uma avaliação profunda da minha vida e arcando todas as consequências de forma adulta. Pelo menos um pouco.

É um momento de muita dor, muita reflexão.
Uma certeza enorme de vitória em breve.

O recomeço está se formando dentro do meu coração e não existe nada mais forte no mundo do que o amor verdadeiro.
Quero me amar muito mais, quero tirar de dentro de mim tudo o que estou sentindo, quero pedir perdão para mim mesma por me conhecer tão pouco e ignorar os sinais tão claros da vida.

Muito difícil a gente olhar pra frente mas simplesmente é necessário esquecer o que passou.
No passado a gente não pode fazer nada, mas no presente sim.

Se eu sou capaz de não compreender os meus sentimentos mais profundos e enganar-me de forma tão grotesca é porque necessito parar tudo mesmo.

1 em cada 10000 seres humanos faria o que fiz.

É que eu sou quase única, basta ver minha história de vida.
Sempre acho que meu irmão gêmeo fica em cima de mim e que muitas vontades vem da sua dependência nas coisas terrenas.
Não sei, faz anos que não o sinto, mas vai saber.

De qualquer forma, quando a vida chega pra você, que se acha forte, que pensa que está no comando total, que é totalmente verdadeiro, mesmo quando confuso, e te joga no lodo das dúvidas e você consegue apenas dizer: QUEMMMMMMM SOUUUUUUUUU EUUUUUUUUUU???

COMO PUDE CAMUFLAR MEUS SENTIMENTOS?

Busco respostas e todos os dias encontro dúzias, mas não dentro de mim, na palavra de Deus.
Quando se procura repostas Nele, não se erra.


Percebo em mim muitas dificuldades e sei que ainda não comecei a atravessar o vale escuro. Cada dia é uma luta, cada dia preciso renovar-me.
Porque no final sempre podemos vencer, sempre...


Só que isso pode acontecer com todos, já tinha acontecido comigo quado fiquei doente, mas a arrogante aqui não foi capaz de entender nada nem muito menos de se aproximar de Deus.
Tentei, mas... é aí que se completa a culpa. Porque a resposta para todo aquele comportamento negativo poderia ter começado lá, há alguns anos.

Deus sabe disso, sabe e Ele é o senhor do impossível e vai restaurar minha vida de uma forma magnífica para que de mim só saia o melhor sempre todos os dias... eu creio demais!

Quando este dia chegar serei recompensada conforme sua vontade, não minha.

...e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;
Para que nenhuma carne se glorie perante ele.
Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.
1 Coríntios 1:27-31

Estou rendida.

A foto do meu blog sempre me resumiu.

Quem me conhece sente.
Saibam que logo vou colocar meu rosto sorrindo. Logo estarei totalmente conectada comigo.

Sim sou eu:
Forte, guerreira, corajosa, alegre, fiel, amiga, batalhadora, bonita, inteligente, bem amada, feliz e sincera.
Arrogante com quem merece. Antipática com quem pede. Cruel com quem provoca
, esta parte aí que precisarei deletar.

Chega de ser assim, chega, a gente precisa buscar a felicidade e não sabotar os sentimentos.


...mas eu voltarei, totalmente renovada. Rô versão 2012, porque para mim é daqui para frente.

Agradeço à Deus por esta oportunidade de evolução, sei bem o quanto Ele me ama. Basta ver como cuidou de mim desde que nasci.
Não o culpo e nem o questiono, compreendo perfeitamente o que há por vir.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Vou dar um tempo da internet porque muita informação e dispersão mental, acabo esquecendo até de mim mesma, de sentir quem sou eu, o que preciso, mas como??? Já são tantas dúvidas e conflitos internos que são difíceis administrar.

Sempre pensei uma coisa a minha vida toda, quando vejo alguém com Alzeheimer, sempre quando esqueço das coisas (quimioterapia+alcoól+...), sempre quando acontece um derrame, chama-me a atenção os danos que provocam na mente.
Quando a pessoa faz coisas absurdas simplesmente agindo conforme a cabeça manda, em que momento nosso cérebro passa a escolher coisas erradas e deturpa a visão do mundo?
Quando a pessoa chega neste ponto é a certeza de que é bipolar?

Passou, tudo vai passar, isso também.

Neste momento abre-se uma nova vida. Nada e ninguém mais será como antes.
Preciso parar tudo e encontrar as respostas dentro de mim, muitas revelações chegam a todo instante, sei que preciso ficar atenta e vigilante.
Faltou Deus, faltou estar mais comprometida com uma religião. Triste, difícil mas algumas pessoas "boazinhas" como eu acabam tendo que aprender na base da porrada, nunca no amor.

O castigo é merecido em toda sua profundidade e ainda não começou, a transformação da minha pessoa começa em passos determinados e confiantes. Muitas portas se abriram quando algumas começaram a ser trancadas.

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.


Não posso olhar para trás porque no passado ninguém age. Muitas vezes Deus desmonta nossa vida justamente para que possamos dar valor. Sim, existe uma parcela de pessoas que só dão valor quando perdem. Claro que tem umas que precisam se jogar no esgoto também. Que tem um pé no sofrimento.

Meu presente agora procura a serenidade, o equilíbrio e as verdades que eu não conseguia ver dentro de mim.
Todas as dores na minha alma são merecidas como foram as picadas das injeções da quimioterapia...sei que aprendi pouco com a doença, por isso agradeço este momento difícil porque não é mais difícil do que uma recidiva.

Percebo o mundo com outras percepções, cantos mal arrumados, pequenas revoltas, lutas internas, fui me deixando levar ... sem vigiar os pensamentos.

Sei que meus passos agora dependem da mudança que preciso fazer de dentro pra fora e ficar firme na minha fé, porque eu sempre acreditei total em Deus e acho ele massa comigo, porque eu tenho uma história de vida maravilhosa (só buscar nos arquivos), mas sempre fui rebelde, fraca e preguiçosa.
FUI, porque agora vou me transformar e me tornar uma pessoa de caráter inabalável.

Gosto de escrever no meu blog mas neste momento a internet funciona como casa do Diabo mesmo. Porque agora penso que quando se escancara demais a felicidade e se está vulnerável, no mundo virtual isso atrai uma série de energias. A pessoa que curte foto como eu adora postar e conta a vida ali. Chega...

Vou me fortalecer, vou crescer, sei que existe um universo inteiro conspirando ao meu favor, ao nosso aliás.
As razões das atitudes mais insanas das pessoas estão dentro delas. Falar, as pessoas falam porque não tem o quê fazer.

Meu foco neste momento sou eu, juntar os cacos do meu coração e colá-los um a um. Sei que o caminho foi duro mas Deus me escolheu para ter uma vida com características peculiares, para dizer o mínimo.

Desta vez confesso que aprendi.
Há momentos que Deus tira para nos dar em dobro.

Obrigada Senhor, entendo todos os motivos que me levaram a isso.

O importante é poder enxergar de fora para dentro e refletir nos olhos isso.
São os olhos que mesmo no maior sofrimento não conseguem esconder o maior dos amores.

Deus, senhor do impossível, opere em mim milagres e faça o que for melhor para mim!